MENU

Do inglês para o português, a sigla PDCA significa Plan - Planejar; Do - Fazer; Check - Verificar; e Action - Agir. Criado na década de 20 por Walter Andrew Shewart e popularizado por William Edwards Deming (guru da gestão da qualidade), o ciclo PDCA é utilizado para melhorar o nível de gestão das empresas por meio do controle eficiente dos processos e atividades, padronização de informações e a redução de falhas na tomada de decisões.

O objetivo da implantação do PDCA é a melhoria contínua dos processos. Este método pode ser utilizado em várias situações, dentro de diversos tipos de empresas, indústrias e escritórios. Sua aplicação possui quatro importantes etapas:

  • Planejar: um projeto bem elaborado e estruturado é essencial para a implantação do ciclo PDCA, fazendo com que as ações de melhoria sejam aplicadas com eficiência e eficácia. Ele impede falhas futuras e gera ganho de tempo e custo.
  • Fazer - Execução: essa fase tem outras três etapas- 1. Treinamento dos funcionários e gestores envolvidos diretamente no projeto, com definição de funções e responsabilidades na execução; 2. Execução das ações determinadas no projeto; e acompanhamento das ações executadas – recursos necessários, suporte.
  • Checar: identifica as diferenças entre o que foi executado do que foi planejado nesse ciclo PDCA. O objetivo é fazer uma análise que permita fazer ajustes e acertos necessários para que os resultados dessas ações atinjam níveis satisfatórios de qualidade.
  • Agir: fase onde ocorre a análise das lições aprendidas, onde a documentação é preparada, onde as ações de padronização são definidas e aplicadas e onde se decide um novo ciclo PDCA, seguindo o processo de melhoria contínua.